Voo - Cordoba / Ota

"Pretenderam que fomos vítimas de uma ilusão de óptica"

(General Lemos Ferreira)

Extraído do nº 3 da "Revista INSÓLITO" ( CEAFI)

 

Resumo do caso

O então capitão da Força Aérea Portuguesa (FAP), Lemos Ferreira, fazia um voo de treino nocturno, comandando uma esquadrilha de quatro F- 84. Os pilotos começaram por avistar uma esfera esquisita e mais tarde eram já cinco os objectos não identificados, que possuíam forma esférica, uma espécie de disco. Os objectos acompanharam as trajectórias dos vários aviões, mantendo as distâncias relativas entre si. Já na década de 90, a FAP desclassificou o conteúdo do relatório oficial deste incidente, que até então se tinha mantido confidencial.