CASO DE "ALFENA"

 Este foi um dos casos nacionais mais bem documentados e estudados pela CNIFO.

 

 

 

 

Novos
testemunhos
de 
"Um caso em aberto"


RESUMO DA OBSERVAÇÃO

Tudo começou às 8,30 horas do dia 10 de Setembro de 1990 quando um grupo de crianças chama a atenção para um "balão" que se deslocava no céu de Vilar - Alfena. Depressa várias pessoas são igualmente atraídas por esse evento pouco comum.
O dito objecto com forma de "balão" parecia uma tartaruga com pernas, pois segundo a expressão de uma testemunha, para além da forma circular, apresentava alguns apêndices. Teria o diâmetro aparente de 1 a 3 metros e dava a ideia de reflectir os raios do Sol, que ainda estava baixo.
As testemunhas, cerca de 25, posicionadas em vários pontos do local, interrogavam-se intrigadas sobre a natureza real de tal artefacto aéreo. Alguns chegam mesmo a tentar atingi-lo com pedras. (!)
Depois de ter evoluido na zona cerca de 50 minutos, o objecto afasta-se na direcção de Sto. Tirso - Paços de Ferreira.
Algumas pessoas alertam o Sr. Manuel Gomes, morador local e colaborador do matutino Jornal de Notícias que, buscando a sua máquina fotográfica, tirou quatro fotografias ao referido objecto. Mais tarde o mesmo contactou a CNIFO dando conta do sucedido.